Seu navegador não suporta Javascript.

Notícia Destaque: Uma Adiministração para jamais esquecer

05/03/2015 - 21h33min
ampliar Uma Adiministração para jamais esquecer Uma Adiministração para jamais esquecer

Na campanha eleitoral para a Prefeitura em 2012, Walter Alencar não se cansava de repetir, dentre outras citações: “Minha administração entrará para a história de ...
Leia a matéria completa



Polícia Federal deflagra nova operação para prender prefeitos do estados PI e MA

01/06/2011 - 20h56min
ampliar policia federal policia federal

O GP1 obteve informações que durante as primeiras horas dia desta quinta-feira (3) haverá uma nova operação do Departamento de Polícia Federal com prisões envolvendo prefeitos dos estados do Piauí e Maranhão. Segundo informações obtidas pelo GP1, agentes e delegados da Polícia Federal já estão em solo piauiense e também já se dirigiram para o interior do Estado.

Aguarde mais informações


Fonte:GP1.com.br





TV NEWS - VÍDEOS


   

Ver todos os vídeos

Prefeito João de Deus nomeia novo secretário de saúde

01/06/2011 - 17h20min
ampliar nomeação do novo secretario de saude nomeação do novo secretario de saude

Na manhã desta quarta-feira (01/06) o prefeito municipal nomeou e deu posse ao mais novo secretário de saúde Agricolândia, Clay Regazzone assume a secretaria de saúde e Gilvanete Nunes agora irá ficar na coordenação dos programas de saúde. A saúde do município de Agricolândia era o calcanhar de aquíiles na administração do prefeito João de Deus, que a partir de agora aposta as suas fichas na competência do professor Clay Regazzone. A solenidade foi marcada com a presença de vários vereadores, secretários municipais, profissionais da área de saúde e educação e do prefeito municipal João de Deus.

MAIS FOTOS (Clique na foto para ampliar):





Notas Manchadas não valem mais, diz Banco Central

01/06/2011 - 17h09min
ampliar dinheiro manchado dinheiro manchado

Cédulas danificadas por dispositivo antifurto de caixas eletrônicos não poderão mais ser usadas; portador não será ressarcido
O Conselho Monetário Nacional (CMN) e o Banco Central (BC) aprovaram regulamentação sobre o destino de cédulas danificadas por dispositivos antifurto de caixas eletrônicos. Segundo nota divulgada pelo BC nesta quarta-feira, essas notas deixam de ter validade, não podendo mais ser utilizadas como meio de pagamento. A estimativa é de que 75 mil notas em circulação no País tenham a marca antifurto.


 “O portador de nota suspeita de ter sido danificada por dispositivo antifurto deve encaminhá-la a uma agência bancária, que se encarregará de remetê-la ao BC, em que será mantida sob custódia para análise”, diz o comunicado do Banco Central.


Após a comprovação, pelo BC, de que o dano foi provocado por dispositivo antifurto, a instituição financeira deverá comunicar ao portador que a cédula foi objeto de ação criminosa e ficará à disposição das autoridades competentes para investigação criminal.


O portador da nota não terá direito ao ressarcimento do valor correspondente à cédula danificada. Mas se após análise for comprovado que o dano não é proveniente de dispositivo antifurto, o banco comunicará ao portador e providenciará a troca da cédula.


 “O BC recomenda a população que não receba notas suspeitas de terem sido danificadas por dispositivo antifurto. O objetivo das medidas anunciadas é contribuir para a redução dos casos de furtos e roubos a caixas eletrônicos, ao dificultar a circulação de notas roubadas ou furtadas”, diz o Banco Central.


Desde o início do ano, foram registados 77 casos de roubos a caixas eletrônicos com uso de explosivos somente na capital paulista e na região da Grande São Paulo. Em média, cada caixa dispõe de R$ 70 mil a R$ 100 mil. A onda de assaltos tem assustado comerciantes. Muitos estão retirando os  caixas eletrônicos de seus estabelecimentos com medo dos roubos.

MAIS FOTOS (Clique na foto para ampliar):





Bairro Pintombeira amanhece em festa

01/06/2011 - 17h00min
ampliar pitombeira pitombeira

A localidade Pitombeira amanheceu em festa em virtude dos festejos do santo casamenteiro, a localidade festeja Santo Antonio e as festividades se estendem até o dia 13 de junho. Hoje pela manhã Às 05:00h a comunidade acordou com alvorada na igreja local ao som de violeiros, fogos de artificios marcaram a abertura oficial dos festejos que teve ainda café comunitário que contou com a presença de várias autoridades locais, parlamentares e do prefeito municipal João de Deus.

MAIS FOTOS (Clique na foto para ampliar):





Vereadores não trabalharam no mês de maio

31/05/2011 - 20h59min
ampliar Câmara dos Vereadores Câmara dos Vereadores

Lamentavelmente, neste mês de maio não foram realizadas nenhuma sessão na Câmara dos Vereadores de Agricolândia, pois não compareceram vereadores suficientes para dá quorum para proferir a sessão.


Na última eleição municipal foi renovada mais da metade da bancada da Câmara, os fiscais do povo. Acreditou- se que esta renovação faria a diferença, até mesmo porque muitos dos novos vereadores possuem qualificação.


Na verdade, essa renovação foi muito útil para Agricolândia: alguns vereadores mostraram para que vieram, executaram com responsabilidade suas tarefa, dentre elas uma tem o papel de fiscalizar e cuidar do patrimônio público. Observa-se que, se apena um vereador está disposto a trabalhar, pode fazer a diferença. Basta ter compromisso e coragem e não se deixar levar pelas tentações monetárias, transformando assim sua cultura ética em atitudes de oportunismo.


Mas, infelizmente, o que vimos nos últimos dias é que alguns vereadores estão pouco preocupados com os problemas que assolam o município e nem tão pouco a Câmara.


Há varias especulações sobre estes descasos por parte de alguns vereadores: alguns populares acreditam que a ausência de alguns vereadores às sessões são pela insatisfação de não terem recebido aumento nos seus vencimentos, já outros questiona que  foi pela publicação divulgada na mídia onde compromete alguns parlamentares de abusos financeiros destinado aquela casa. A também quem diga que as revelações feitas pela presidente da câmara na ultima sessão (29/04) onde ela externou vários problemas financeiros, desde atrasos nos parcelamentos do INSS, vencimentos atrasado dos consignados, inúmeras cobranças que chega a casa no dia a dia... deixando assim muitos vereadores desestimulado a comparecerem as sessões.


Tudo isso fez com que surgissem boatos que com tantos problemas levou um certo vereador a falar que iria renunciar a função que ocupa na mesa. Questionada a presidente da Câmara, em relação a este fato, a mesma disse que desconhece estas especulações, e adiantou que “o grupo estava unido e que tais boatos seriam mentira”, e finalizou: “Nunca na história de Agricolândia um grupo de oposição esteve tão forte como este. Vejam nossas vitórias. Desmanchamos todo o esquema de corrupção que era comandado pelo ex-gestor. Estamos sim unidos, pois em nosso grupo de oposição não tem espaço para covardes. E confio em todos!”.

Agricultor colhe macaxeira gigante no quintal de sua casa

30/05/2011 - 20h33min
ampliar Agricultor colhe macaxeira gigante no quintal de sua casa Agricultor colhe macaxeira gigante no quintal de sua casa

O agricultor, Sr. Antonio, mais conhecido como (Bitonho), residenteno bairro mimoso I, em Jardim do Mulato, colheu na manhã de ontem, no quintal de sua casa, uma macaxeira, com 123cm de comprimento, pesando 27 kg. A raiz era ainda maior, mais devido ao solo ser duro não foi possível arrancá-la completa, sendo que pela espessura do local quebrado, presume-se que aproximadamente 25 cm ficaram dentro da terra, significando que a era um pouco maior e mais pesada. Informou o agricultor.

Conferência Municipal de Assistência Social e do Idoso

30/05/2011 - 19h48min
ampliar Conferência Municipal de Assistência Social e do Idoso Conferência Municipal de Assistência Social e do Idoso

Hoje aconteceu em Agricolândia a 4ª conferência municipal da Assistência social que teve como tema: "Avançando na consolidaçãodo sistema unico de assistência social - SUAS", no mesmo dia foi realizado a 1ª conferência municipal da pessoa idosa com o tema: "A intersetorialidade na garantia dos direitos da pessoa idosa: Uma responsabilidade de todos nós".

MAIS FOTOS (Clique na foto para ampliar):

Funcionários da Prefeitura vivem dia de confraternização em balneário

30/05/2011 - 19h24min
ampliar funcionarios da prefeitura funcionarios da prefeitura

Mais fotos da confraternização.

MAIS FOTOS (Clique na foto para ampliar):

Funcionários da Prefeitura vivem dia de confraternização em balneário

30/05/2011 - 18h48min
ampliar funcionarios da prefeitura funcionarios da prefeitura

Neste domingo (29/05) funcionário públicos vivem um dia de confraternização no balneário betel na cidade de São Pedro do Piauí. Houve recepção com café da manhã, futebol entre os amigos, almoço e música ao vivo. Estavam marcando presença o prefeito municipal João de Deus acompanhado da 1ª dama Rejane e os vereadores Manoel Roseno, Nilo Fernandes, Pc e Luzete também participaram da confraternização.


Uma bela atitude por parte do prefeito João de Deus e sua acessória.

MAIS FOTOS (Clique na foto para ampliar):

Deputado Federal Hugo Napoleão convida bancada do DEM para mudar para PSD

29/05/2011 - 17h58min
ampliar Deputado Federal Hugo e Wallter Alencar Deputado Federal Hugo e Wallter Alencar

O deputado federal Hugo Napoleão  convidou o líder da bancada do DEM de Agricolandia Walter Alencar a trocar o DEM pelo PSD. O convite veio através da assessoria do deputado, que encabeça a criação do novo partido no Piauí.

O parlamentar já cumpre agenda pelo partido, ao lado de lideranças políticas de várias regiões do Estado, Hugo participa de um encontro da sigla que será realizado em Floriano neste final de semana.


Durante as décadas de 80 e 90, Hugo Napoleão foi uma das mais expressivas lideranças do extinto PFL (transformado em DEM anos mais tarde). Pelo partido ele foi governador e senador e chegou a comandar o Ministério das Comunicações.

MAIS FOTOS (Clique na foto para ampliar):

Presidente da AVEP Walter Alencar luta pelo o aumento de repasse para câmaras

29/05/2011 - 17h28min
ampliar Walter Alencar Walter Alencar

AVEP quer volta de repasse financeiro de 8% para câmaras Walter Ribeiro explicou que a mobilização envolve ainda as associações de vereadores do Maranhão e do Rio Grande do Norte

A Associação dos Vereadores do Piauí (AVEP) está fazendo uma mobilização para conseguir o restabelecimento do percentual de 8% do repasse financeiro das prefeituras para as câmaras municipais. Após a aprovação da Emenda Constitucional 58, ficou definido que o percentual de repasse obrigatório das prefeituras às câmaras ficaria em 7%. A medida, segundo o presidente da AVEP, vereador Walter Ribeiro, do município de Agricolândia, tem trazido prejuízos para as administrações dos legislativos municipais.

Walter Ribeiro explicou que a mobilização envolve ainda as associações de vereadores do Maranhão e do Rio Grande do Norte. "Em 2009, essa PEC reduziu o percentual de repasse e vem prejudicando as Câmaras, sobretudo as do Nordeste, que são ainda mais dependentes desses repasses", explicou, acrescentando que já está entrando em contato com os presidentes das Câmaras da Paraíba, Ceará e Maranhão. "Em junho, queremos ir a Brasília para mobilizar a Câmara dos Deputados para votar a Proposta de Emenda Constitucional 509/2010, de autoria do deputado maranhense Ribamar Alves (PSB). Essa PEC restabelece o percentual de 8%", adiantou.

A argumentação dos presidentes das Câmaras é de que após a redução dos repasses, as Câmaras, sobretudo as dos municípios de coeficiente de participação 0.6 e 0.8, estão enfrentando uma grande crise financeira. "A Mesa Diretora está sem poder administrar. A demanda de funcionários é crescente e não temos condições de contratar, isso sem falar no pagamento do INSS patronal, que é de responsabilidade das câmaras, e que elas não estão tendo condições de arcar", relatou.

De acordo com Walter Ribeiro, a proposta é reparar os danos causados pela emenda às cidades com população de até 100 mil habitantes, que recebem os menores percentuais. "O problema fica ainda maior naqueles municípios que terão aumento de vereadores para a próxima legislatura", lembrou, reclamando que a Câmara foi na "contramão". "Como se aumenta o número de vereadores e diminui o percentual de recursos?", questionou.

No Piauí, segundo o presidente da AVEP, cerca de 15% das Câmaras terão aumento no número de vereadores. Em Picos, por exemplo, o número saltará de 10 para 15 vereadores, enquanto Teresina passar a contar com 9 novos vereadores, saindo dos atuais 21 para 29 parlamentares. "A PEC 509, que estabelece os percentuais de repasses será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e por uma comissão especial antes de seguir para o Plenário da Câmara dos Deputados. Por isso queremos mobilizar para que ela seja aprovada", justificou.

Em Agricolandia

29/05/2011 - 12h21min
ampliar Agricolandia Agricolandia

Em Agricolandia

Aprendi que se aprende errando
Que crescer não significa fazer aniversário.
Que o silêncio é a melhor resposta, quando se ouve uma bobagem.
Que trabalhar significa não só ganhar dinheiro.
Que amigos a gente conquista mostrando o que somos.
Que os verdadeiros amigos sempre ficam com você até o fim.
Que a maldade se esconde atrás de uma bela face.
Que não se espera a felicidade chegar, mas se procura por ela
Que quando penso saber de tudo ainda não aprendi nada
Que a Natureza é a coisa mais bela na Vida.
Que amar significa se dar por inteiro
Que um só dia pode ser mais importante que muitos anos.
Que se pode conversar com estrelas
Que se pode confessar com a Lua
Que se pode viajar além do infinito
Que ouvir uma palavra de carinho faz bem à saúde.
Que dar um carinho também faz...
Que sonhar é preciso
Que se deve ser criança a vida toda
Que nosso ser é livre
Que Deus não proíbe nada em nome do amor.
Que o julgamento alheio não é importante
Que o que realmente importa é a Paz interior.

Não podemos viver apenas para nós mesmos...

Tenha uma boa semana de trabalho.

Site agricolandianews.com

Wellington Dias é investigado por corrupção no Supremo Tribunal federal

27/05/2011 - 08h16min
ampliar W. Dias W. Dias

O Inquérito 3196 foi autuado no dia 19 de maio de 2011. A pena prevista para o crime é reclusão de 02 a 12 anos. O processo com dois volumes possui 379 páginas e tem como relator o Ministro Luiz Fux.

O Senador Wellington Dias está sendo investigado pelo Supremo Tribunal Federal por peculato, art. 312, caput e § 1º do Código Penal. A pena prevista para o crime é reclusão de 02 a 12 anos, e multa. A investigação teve início através de um Inquérito instaurado na Polícia Federal em 2007 para investigar possíveis irregularidades na contratação da obras do metrô de Teresina. Em setembro de 2009, os autos foram enviados ao Superior Tribunal de Justiça, foro competente para investigar governadores de Estado. Com a renúncia os autos foram recebidos novamente na 3ª Vara Federal em julho de 2010. Com a eleição de Wellington Dias para o senado, o Juiz Federal Marcelo Carvalho Cavalcante Oliveira, enviou, em decisão do dia 06 de maio, os autos para o Supremo Tribunal Federal acolhendo parecer do Ministério Público Federal.

O Inquérito 3196 foi autuado no STF no dia 19 de maio de 2011 e tem como relator o Ministro Luiz Fux. O processo com dois volumes possui 379 páginas e está concluso para despacho. O relator deverá enviá-lo a Procuradoria Geral da República para manifestação.

O artigo 312 contempla a figura do peculato: “apropriar-se o funcionário público de dinheiro, valor ou qualquer outro bem móvel público ou particular, de que tem posse em razão do cargo, ou desviá-lo, em proveito próprio ou alheio”. No parágrafo primeiro consta que “Aplica-se a mesma pena, se o funcionário público, embora não tendo a posse do dinheiro, valor ou bem, o subtrai, ou concorre para que seja subtraído, em proveito próprio ou alheio, valendo-se de facilidade que lhe proporciona a qualidade de funcionário.”

O Senador Wellington Dias é alvo de outra investigação no STF. O inquérito 2625 é oriundo de Mato Grosso, possui 04 volumes e 04 apensos no total de 917 páginas. Pesa sobre o senador a acusação de corrupção ativa e formação de quadrilha ou bando. O Deputado Federal Nazareno Fonteles e o Deputado Estadual Pastor Gessivaldo Isaías também são investigados. O inquérito tramita em segredo de justiça.


Fonte:GP1.com

Delegados Federais afirmam que vão haver novas operações da PF no Piauí

27/05/2011 - 07h36min
ampliar policia federal policia federal

Delegados federais afirmam que vão haver novas operações da PF com prisões de autoridades no Piauí

Durante o 2º Curso de Capacitação e Treinamento no Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro para Policia Civil do Estado do Piauí, promovido pelo Ministério da Justiça, que foi iniciado no último dia 24 e será finalizado amanhã (27), os delegados federais que deram instruções de como combater a corrupção e a lavagem de dinheiro, não teceram maiores detalhes, mas deixaram claro que vão acontecer novas operações do Departamento de Polícia Federal com prisões no Estado do Piauí. Para os delegados, as prisões são necessárias, já que muitos dos acusados ocupam cargos através dos quais podem dificultar as investigações, ou até mesmo inviabilizá-las.

Participam do 2º Curso de Capacitação e Treinamento no Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro, que acontece no auditório da Justiça Federal na Avenida Miguel Rosa, os delegados federais Rodrigo Luis Sanfurgo de Carvalho, Ricardo Átila Barbosa, Luis Flávio Zampronha de Oliveira e Carlos Eduardo Miguel Sobral.

E tome Lexotan!!!


Confira toda AQUI toda a programação do 2º Curso de Capacitação e Treinamento no Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro para Policia Civil do Estado do Piauí..

Fonte:GP1.com/João Carvalho


Obs.: Em Agricolandia tem um casal, que não pode ouvir falar na Policia Federal, que logo baixa um enxaqueca das grande, e tome neosadina, tome neosadina...


A justiça tarda mais não falha.

Dia do Trabalhador Rural

25/05/2011 - 08h44min
ampliar 25 de Maio Dia do Trabalhador Rual 25 de Maio Dia do Trabalhador Rual

25 de Maio


MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra)


O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, mais conhecido como Movimento dos Sem Terra, sigla MST, é um movimento de massa que luta, basicamente, por terra, pela reforma agrária e por mudanças na sociedade.


A sua origem encontra-se nas lutas isoladas pela terra no sul do Brasil, destacando-se as ocupações das Fazendas Macalli e Brilhante, em 1979, no Rio Grande do Sul; da Fazenda Burro-Branco, em Santa Catarina e da Fazenda Primavera, em Andradina, São Paulo, ambas em 1980. Também no Rio Grande do Sul, em 1981, 700 famílias acamparam em Encruzilhada Natalina, município de Ronda Alta.


De 21 a 24 de janeiro de 1984, realizou-se o primeiro Encontro Nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, que contou com a participação de representantes de doze estados. Constitui-se definitivamente como um movimento nacional a partir do 1º Congresso Nacional, realizado em Curitiba, Paraná (29 a 31 de janeiro de 1985), quando 23 estados brasileiros estiveram representados através de 1.500 delegados.


As ocupações, definidas como a forma mais eficiente de se alcançar a reforma agrária, foi uma decisão política adotada nesse Congresso. E, como palavras de ordem, surgiram: Reforma Agrária na Lei ou na Marra e Sem Reforma Agrária não há Democracia.


Os estados nordestinos começaram a se integrar ao movimento em 1986. A primeira ocupação na região ocorreu em 1987, na Fazenda Projeto 4045, em Alcobaça, na Bahia.


A bandeira e o hino do MST foram aprovados, respectivamente, no Terceiro Encontro Nacional, em 1987, e no II Congresso, realizado em Brasília, em 1990.


Como seus objetivos gerais, o MST ressalta:


A construção de uma sociedade sem exploração e sem explorados, com supremacia do trabalho sobre o capital;


A luta para que a terra esteja a serviço de toda a sociedade;


A garantia de trabalho para todos e a justa distribuição da terra, renda e riquezas;


A busca permanente da justiça social e da igualdade de direitos econômicos, políticos, sociais e culturais;


A difusão de valores humanistas e socialistas nas relações sociais;


O combate a todas as formas de discriminação social e a busca da participação igualitária da mulher.


Em Pernambuco, o movimento surgiu em 1989. No dia 25 de julho, cerca de 400 famílias ocuparam o Engenho do Complexo de Suape, no Cabo. Havia uma expectativa de que o Governo de Miguel Arraes pudesse apoiar a iniciativa das ocupações de terras e a retomada da luta pela reforma agrária no Estado. Entretanto, três dias após, a área foi desocupada por ordem judicial, tendo as famílias despejadas ocupado a praça em frente ao Palácio do Governo. Retiradas do local, no mesmo dia, voltaram para o Cabo, montando um acampamento provisório na beira da BR 101.


Apesar das dificuldades, o MST passou a contar com o apoio de estudantes e membros da igreja. Nos anos de 1991 e 1992, o movimento se volta para a Zona da Mata, sendo invadidos engenhos em Gameleira, Água Preta, Bonito, Itaquitinga e Timbaúba.


A história do MST em Pernambuco é marcada por dois acontecimentos de janeiro de 1992: a eleição da primeira coordenação estadual do movimento e a ocupação da Fazenda Pedra Vermelha, em Arcoverde, que, mesmo com o despejo das 250 famílias participantes, garantiu força política e recursos humanos para a grande ocupação da Zona da Mata Sul, em 27 de abril, com mais de 400 famílias, no Engenho Camaçari, no município de Rio Formoso.


Os anos de 1993 e 1994 assinalaram as primeiras ocupações da sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária - Incra e os questionamentos do MST em relação à cultura da cana e a proposição de substituição desta produção pela reforma agrária e diversificação da produção agrícola. A partir de 1995, ocorre a expansão do movimento, com ocupações em Gravatá, Barra de Guabiraba, Vitória de Santo Antão, Caruaru, Rio Formoso, entre outros.


A luta pela reforma agrária é massificada no Vale do São Francisco e, em 1996, iniciam-se as marchas, como a realizada de Gravatá ao Recife, que culminou com uma greve de fome que durou dez dias.


A organização das regionais e o fortalecimento de setores do MST começam em 1997, com ampliação da capacidade de massificação das lutas pela terra, com ocupações, marchas e pressão nos órgãos públicos.


O Movimento dos Sem Terra pode ser apontado como responsável pelo ressurgimento da questão da reforma agrária na consciência nacional, e tem demonstrado ser também um movimento político e ideológico. Para obter maior visibilidade perante a opinião pública e aumentar o seu poder de pressão junto aos poder público, passou a invadir bancos e empresas privadas, além das invasões de terras, participando de saques a supermercados e de seqüestros de caminhões que transportam gêneros alimentícios. Os seus líderes proclamam: o objetivo do MST é mudar o modelo da sociedade.


Atualmente, um certo descrédito parece alcançar até mesmo integrantes do movimento. Lavradores do assentamento Baixio do Boi, em Pernambuco, e mais dois outros assentamentos do Estado, romperam com a entidade no final de 2004. Eles reclamam que os recursos do governo federal enviados ao MST, via cooperativas ligadas a ele, uma vez que o movimento não tem personalidade jurídica, não estariam sendo repassados para os fins a que se destinam. O dinheiro não estaria financiando, entre outras coisas, cursos para alfabetização, capacitação técnica dos assentados e melhorias na infra-estrutura dos assentamentos, como formas de viabilizar a reforma agrária. O Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco detectou desvio de dinheiro público em, pelo menos, cinco assentamos do MST.


A partir dos anos 90, quando entidades religiosas da Europa, maiores doadores do MST, voltaram-se para apoiar projetos assistenciais no Leste Europeu, o movimento vem passando por dificuldades financeiras. Além deste aspecto, houve o esgotamento de uma causa que cresceu baseada na luta contra os latifúndios improdutivos, hoje praticamente inexistentes, acarretando um esvaziamento de suas fileiras. O MST começou, então, a recrutar “militantes” até nos centros urbanos, como ocorreu no acampamento do Pontal de Paranapanema, em São Paulo. Pessoas, muitas vezes, sem qualquer afinidade com a terra.


Tais fatos fizeram com que o MST passasse a depender, primordialmente, de verbas do Estado. Paradoxalmente, cresceu o número de invasões nos últimos meses. No lado oposto, os fazendeiros formam grupos armados com o objetivo de impedir a ação dos sem-terra. A questão parece tomar o rumo da radicalização, afastando perspectivas de uma vida mais justa para a população rural.


Recife, 12 de abril de 2005.


FONTES CONSULTADAS:


HISTÓRICO do MST no Estado de Pernambuco. 19 p. il. [S.l.: s n. 1997?].


RIZEK, André. Pagamos, eles invadem. Veja, ano 38, n. 10, p. 42-48, 9 mar. 2005, il.


Fonte: www.fundaj.gov.br


Pesquisa: Manoel Filho


Dia da Indústria

25/05/2011 - 08h39min
ampliar 25 de Maio Dia da Indústria 25 de Maio Dia da Indústria

A antiga economia feudal, que durante séculos esteve nas mãos da nobreza, foi suplantada pela economia mercantilista - exercida pela burguesia -, baseada no comércio e na exploração de colônias.


Em meados do século XVII, a Inglaterra dominava o comércio mundial e o tráfego de mercadorias existente entre as colônias. Esse poderio econômico, aliado às grandes reservas de carvão encontradas em seu território, criou o ambiente favorável para a Revolução Industrial. Além disso, a burguesia iniciou um processo de ocupação das terras dos camponeses, que foi denominado "cercamento" fato que gerou êxodo rural e acúmulo de mão-de-obra nas cidades. As terras, por sua vez, foram ocupadas por rebanhos de ovelhas, que forneciam lã para a recente indústria têxtil. Assim, o cenário econômico, antes predominantemente agrário, passou a ser urbano e industrial.


Esse processo beneficiou sobremaneira a Inglaterra, que tinha à sua disposição um imenso mercado externo, principalmente nas colônias da África e da América, para as quais poderia escoar sua produção. Como moeda de troca, recebia o ouro e as riquezas obtidas de seus "clientes", entre eles Portugal, que explorava a colônia do Brasil.


O início dessas atividades industriais foi uma combinação de fatores econômicos, políticos e científicos. Assim, esse ambiente era complementado pelo desenvolvimento tecnológico que o mundo alcançava. Inventos e avanços - como a produção de ferro com carvão de coque, a máquina a vapor, a fiandeira mecânica e o tear mecânico - causaram uma revolução na produção de bens. O advento da indústria deu-se com a mecanização e automação dos antigos processos de manufatura.


No Brasil, a instalação das indústrias teve grande incentivo com a decadência da economia cafeeira. Com a queda do preço do café no mercado internacional, muitos cafeicultores faliram, e seus ex-empregados rumaram às cidades. Essa mão-de-obra excedente passou a ser utilizada nas indústrias que começavam a ser instaladas no Brasil, onde a antiga sociedade agrária começou também a ser substituída pela sociedade industrial.


Esse novo sistema econômico acabou por transformar as relações na sociedade, criando duas novas classes sociais: a dos empresários, ou capitalistas - proprietários do capital e dos meios de produção - e a dos operários, cujas posses eram apenas sua força de trabalho, fornecida vendi aos empresários em troca de remuneração. Esse sistema funciona praticamente do mesmo modo até hoje. Contudo, as relações trabalhistas têm mudados em função do bem-estar do proletariado. Jornada de trabalho de 8 horas, férias remuneradas, licença-maternidade, entre outras, foram conquistas dessa classe que é, verdadeiramente, a responsável pelo crescimento da economia.


Fonte: www.paulinas.org.br


Pesquisa: Manoel Filho

MAIS FOTOS (Clique na foto para ampliar):

O caseiro Francenildo do Piauí e a camareira Nafissatou da Guiné

24/05/2011 - 13h34min
ampliar Brasil X USA Brasil X USA

'O azar de Francenildo foi não ter tentado a vida em Nova York', afirma o colunista da Veja


O colunista Augusto Nunes da VEJA online faz um comparativo entre os casos do ex-caseiro piauiense Francenildo Costa e a camareira Nafissatou Diallo. Ambos ganharam destaque na mídia nacional e internacional. Com algumas particularidades, o colunista chega a afirmar: "A sorte de Nassifatou foi ter escapado de viver num Brasil que absolve o criminoso reincidente e castiga quem comete o pecado da honestidade".


VEJA ABAIXO A NOTA NA ÍNTEGRA


Nascido no Piauí, Francenildo Costa era caseiro em Brasília. Em 2006, depois de confirmar que Antonio Palocci frequentava regularmente a mansão que fingia nem conhecer, teve o sigilo bancário estuprado a mando do ministro da Fazenda.
Nascida na Guiné, Nafissatou Diallo mudou-se para Nova York em 1998 e é camareira do Sofitel há três anos. Domingo passado, enquanto arrumava o apartamento em que se hospedava Dominique Strauss-Kahn, sofreu um ataque violento do diretor do FMI e candidato à presidência da França, que tentou estuprá-la.


Consumado o crime em Brasília, a direção da Caixa Econômica Federal absolveu liminarmente o culpado e acusou a vítima de ter-se beneficiado de um estranho depósito no valor de R$ 30 mil. Francenildo explicou que o dinheiro fora enviado pelo pai. Por duvidar da palavra do caseiro, a Polícia Federal resolveu interrogá-lo até admitir, horas mais tarde, que o que disse desde sempre era verdade.


Consumado o crime em Nova York, a direção do hotel chamou a polícia, que ouviu o relato de Nafissatou. Confiantes na palavra da camareira, os agentes da lei descobriram o paradeiro do hóspede suspeito e conseguiram prendê-lo dois minutos antes da decolagem do avião que o levaria para Paris ─ e para a impunidade perpétua.


Até depor na CPI dos Bingos, Francenildo, hoje com 28 anos, não sabia quem era o homem que vira várias vezes chegando de carro à “República de Ribeirão Preto”. Informado de que se tratava do ministro da Fazenda, esperou sem medo a hora de confirmar na Justiça o que dissera no Congresso. Nunca foi chamado para detalhar o que testemunhou. Na sessão do Supremo Tribunal Federal que examinou o caso, ele se ofereceu para falar. Os juízes se dispensaram de ouvi-lo. Decidiram que Palocci não mentiu e que as contundentes provas do estupro eram insuficientes para a aceitação da denúncia.


Depois da captura de Strauss, a camareira foi levada à polícia para fazer o reconhecimento formal do agressor. Só então descobriu que o estuprador é uma celebridade internacional. A irmã que a acompanhava assustou-se. Nafissatou, muçulmana de 32 anos, disse que acreditava na Justiça americana. Sempre jurando que tudo não passara de sexo consensual, o acusado foi soterrado pela montanha de evidências e, depois de trocar o terno pelo uniforme de prisioneiro, recolhido a uma cela.


Nesta quinta-feira, Francenildo completou cinco anos sem emprego fixo. Até agora, ninguém se atreveu a garantir a estabilidade financeira do caseiro que ousou contar um caso como o caso foi. No mesmo dia, Palocci completou cinco dias de silêncio: perdeu a voz no domingo, quando o país soube do milagre da multiplicação do patrimônio. Pela terceira vez em oito anos, está de volta ao noticiário político-policial.


Enquanto se recupera do trauma, a camareira foi confortada por um comunicado da direção do hotel: “Estamos completamente satisfeitos com seu trabalho e seu comportamento”, diz um trecho. Estimuladas pelo exemplo da imigrante africana, outras mulheres confirmaram que a divindade do mundo financeiro é um reincidente impune. Nesta sexta-feira, depois de cinco noites num catre, Strauss pagou a fiança de 1 milhão de dólares para responder ao processo em prisão domiciliar. Até o julgamento, terá de usar uma tornozeleira eletrônica.


Livre de complicações judiciais, Palocci elegeu-se deputado, caiu nas graças de Dilma Rousseff e há quatro meses, na chefia da Casa Civil, faz e desfaz como primeiro-ministro. Atropelado pela descoberta de que andou ganhando pilhas de dinheiro como traficante de influência, tenta manter o emprego. Talvez consiga: desde 2003, não existe pecado do lado de baixo do equador. O Brasil dos delinquentes cinco estrelas é um convite à reincidência.


Enlaçado pelo braço da Justiça, Strauss renunciou à direção do FMI, sepultou o projeto presidencial e é forte candidato a uma longa temporada na gaiola. Descobriu tardiamente que, nos Estados Unidos, todos são iguais perante a lei. Não há diferenças entre o hóspede do apartamento de 3 mil dólares por dia e a imigrante africana incumbida de arrumá-lo.


Altos Companheiros do PT, esse viveiro de gigolôs da miséria, recitam de meia em meia hora que o Grande Satã ianque é o retrato acabado do triunfo dos poderosos sobre os oprimidos. Lugar de pobre que sonha com o paraíso é o Brasil que Lula inventou. Colocados lado a lado, o caseiro do Piauí e a camareira da Guiné gritam o contrário.


Se tentasse fazer lá o que faz aqui, Palocci não teria ido além do primeiro item do prontuário. Se escolhesse o País do Carnaval para fazer o que fez nos Estados Unidos, Strauss só se arriscaria a ser convidado para comandar o Banco Central. O azar de Francenildo foi não ter tentado a vida em Nova York.


A sorte de Nassifatou foi ter escapado de viver num Brasil que absolve o criminoso reincidente e castiga quem comete o pecado da honestidade.

Apesar da piada no final, a notícia é verdadeira

23/05/2011 - 09h56min
ampliar Apesar da piada no final, a notícia é verdadeira Apesar da piada no final, a notícia é verdadeira

Inacreditável, mas verdadeira


Homem falha ao tentar engravidar mulher do vizinho

Um homem que vive na Alemanha foi processado por não conseguir engravidar a mulher do vizinho, depois de ser contratado por 2 mil euros (cerca de R$ 5,7 mil) para isso.


Demetrius Soupolos e a mulher, Traute, queriam ter uma criança, mas descobriram que Soupolos não poderia ter filhos.Por isso, decidiram contratar Maus, na esperança que o homem casado e com dois filhos pudesse engravidar Traute.

A informação foi divulgada pela publicação alemã “Bild”.

Depois de seis meses e nenhuma gravidez – com uma média de tentativas de três vezes por semana –, Soupolos insistiu para que Maus passasse por exames médicos.

Os testes mostraram que o vizinho também é estéril.

Por isso, a mulher de Maus foi obrigada a admitir que as duas crianças não eram dele.”

Agora, decida você o que é pior:

1) Ir a justiça cobrar um cara que comeu sua mulher por seis meses.


2) Contratar um cara para comer sua mulher por seis meses.


3) Descobrir que você é estéril enquanto tenta engravidar a mulher do vizinho, recebendo para isso.


4) Descobrir que os dois filhos que você tem não são seus.


5) “Cornear” o vizinho e descobrir que já foi corno, nomínimo duas vezes.


6) Ser denunciado no PROCON pela má qualidade do serviço prestado.


7) Ter que devolver o dinheiro e assumir a cornitude.


8) Todas as anteriores.

NEW SOM EM PEDRAS

22/05/2011 - 18h19min
ampliar Antonio Carlos, DJ da New Som Antonio Carlos, DJ da New Som

CONFIRA MAIS FOTOS...

MAIS FOTOS (Clique na foto para ampliar):

Baile em Pedras

22/05/2011 - 17h52min
ampliar STÚDIO MFgravações STÚDIO MFgravações

Cobertura TOTAL do baile no Club do Sr. Manoel Pemba em pedras, município de São Pedro do Piauí,


O Pancadão NEW SOM agitou toda galera, tocando as novidades do momento...


confira algumas fotos...

MAIS FOTOS (Clique na foto para ampliar):

EnqueteVocê acredita que o prefeito Walter Alencar está apoiando os desmandos de seus secretariado?

Auditado por Google Analytics